fbpx

Reforma da Previdência Análise do Canal Me Poupe! e Adriane Bramante

Reforma da Previdência Análise do Canal Me Poupe! e Adriane Bramante: Nathalia Arcuri, dona do canal “Me poupe!” do youtube, publicou um vídeo no dia 15 de Julho, detalhando a nova reforma da previdência. Para isso, utilizou-se da ajuda de Adriane Bramante, presidente do IBDP (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário).

Análise da Reforma da Previdência do Canal Me Poupe

Nathalia é uma jornalista e educadora brasileira. Seu canal Me Poupe! no YouTube, foi pioneiro na criação do conceito de entretenimento financeiro, e é atualmente o maior canal sobre finanças do mundo. Nathalia também é formada em jornalismo pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas, e já passou por algumas redes de TV, como SBT e Record TV.

A protagonista do canal Me Poupe! pediu demissão da emissora Record em 2015, quando decidiu investir em seu canal que hoje possui 3 milhões e 700 mil inscritos.

Arcuri foi considerada a segunda youtuber mais influente do Brasil em 2017. Ela possui o Prêmio IBCPF de planejamento financeiro (2014), o Prêmio Comunique-se de Melhor Jornalista de Economia em Mídia Escrita (2018) e o Troféu Mulher Imprensa de Jornalista Revelação na web (2018).

Análise da Reforma da Previdência do Canal Me Poupe! e Adriane Bramante

Reforma da Previdência – Canal Me Poupe! e Adriane Bramante

Um dos motivos do canal ter ganhado tanto reconhecimento foi a didática simples que Nathalia transmite para seus inscritos, fazendo com que os assuntos abordados em seu canal sejam simplificados e possam servir para qualquer pessoa.

Para explicar a Reforma da Previdência não foi diferente.

“A gente precisa saber se a Reforma da Previdência vai ser uma reforma do tipo ‘quebra tudo por baixo e constrói de novo’ ou se vai ser aquela tipo ‘dar um tapa, gastei dinheiro e até que ficou bonzinho”. Essa é a analogia que Nathalia escolheu para analisar se essa reforma será realizada de maneira correta ou se será feita ‘nas coxas’, prejudicando a população.

A Necessidade da Reforma da Previdência

Arcuri explica que atualmente a Previdência Social funciona da seguinte maneira: As contribuições realizadas pelos contribuintes são na verdade utilizadas para pagar a Aposentadoria dos atuais idosos Aposentados. Por essa lógica, quem pagaria a Aposentadoria dos trabalhadores que hoje contribuem seriam as crianças de hoje, e os trabalhadores do futuro.

No entanto, esse cálculo não faz mais sentido para o cenário populacional, já que a partir de análises de estatísticas, no futuro haverão mais aposentados do que trabalhadores, fazendo com que a lógica da atual previdência não se mantenha.

Aliás, atualmente a Previdência já não se mantém de maneira positiva: A dívida é de trilhões, por isso se faz necessário realizar uma reforma para equilibrar essas contas e para que o governo passe a ter dinheiro em caixa para manter a Previdência.

Alterações dos Benefícios Previdenciários

  • A Idade Mínima para se Aposentar vai mudar de 60 anos para mulheres e 65 para homens, para 62 anos para mulheres e 65 para homens;
  • O Tempo Mínimo de Contribuição vai mudar de 15 para 20 anos;
  • O valor da renda mensal cairá de 70% do valor para 60% com o mínimo de contribuição (20 anos);
  • Atualmente só é possível conseguir 100% do benefício. Pela novas regras da reforma, será possível conseguir mais que 100% do benefício, dependendo do tempo contribuído e do tempo trabalhado.

Alíquota do Regime Geral – Análise Reforma da Previdência

Continuando Análise Reforma da Previdência,

  • Quem recebe até R$ 1751,81 receberá desconto na renda de 8%;
  • Quem recebe até R$ 2919,72 receberá desconto na renda de 9%;
  • Quem recebe de R$ 2919,73 até R$ 5839,54 receberá desconto na renda de 11%;
  • Quem recebe um salário mínimo receberá desconto na renda de 7,5%;
  • Quem recebe R$ 998 a R$ 2000 receberá desconto na renda de 7,5% a 8,25%;
  • Quem recebe de R$ 2000,01 a até R$ 3000 receberá desconto na renda de 8,25% a 9,5%;
  • Quem recebe de R$ 3.000,01 a R$ 5.000 receberá desconto na renda de 9,5% a 11,68%.

A nova Reforma da Previdência 2019 também sofre algumas alterações para servidores públicos, policiais e professores.

Assista ao vídeo para saber mais:

Como você avalia este artigo?

Clique em 5 para 5 estrelas

Média do Artigo / 5. Contagem de Votos:

Pedimos desculpas, vamos melhorar.

Ajude-nos a melhorar nosso Artigo

Compartilhe:

Voltar

 



Recentes na Mídia


Especialidades

Desenvolvido por In Company - Monitorado IT9 SEO Marketing Digital