Saiba como conferir as contribuições do patrão

Professor aposentado da rede pública, Sidnei Pereira, 68 anos, seguiu lecionando em escolas particulares por mais 15 anos, tempo suficiente para ter direito à aposentadoria por idade do INSS.

Mas, ao pedir o benefício, Pereira descobriu que um dos seus empregadores não fez recolhimentos previdenciários durante três anos.

“Eu contava com esse dinheiro para largar de vez as aulas e descansar”, diz.

Empresas que não pagam o INSS ou o fazem, mas com valores inferiores ao salário do empregado, são obstáculos comuns para quem tenta se aposentar, segundo a advogada Adriane Bramante, vice-presidente do IBDP (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário).

“É muito frequente o segurado só perceber que faltam recolhimentos quando precisa do benefício”, comenta.

O extrato de contribuições do Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais) é a ferramenta disponível para o trabalhador saber se o patrão está fazendo os repasses corretamente.

“Não é apenas o salário que deve ser informado ao INSS, mas também as horas extras e todos os valores a mais pagos ao trabalhador, como o adicional noturno e de insalubridade”, explica a advogada.

Fonte: Agora São Paulo

0/5 (0 Reviews)
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compartilhe:

Voltar

 

Desenvolvido por In Company - Monitorado IT9 SEO Marketing Digital