INSS começa a mandar cartas chamando aposentados por invalidez para revisão

A partir desta sexta-feira (25), o governo começa a enviar cartas aos aposentados por invalidez para agendarem uma perícia médica. Num primeiro momento, serão convocadas as pessoas com menos de 60 anos e que estão há mais de 2 anos sem revisão do benefício.

Nessa primeira leva, estão sendo chamados 22.057 trabalhadores em todo o país, segundo o Ministério do Desenvolvimento Social.

A convocação faz parte do pente-fino que o governo está fazendo nos benefícios concedidos pelo INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social).

O governo espera revisar, ao todo, 1 milhão de aposentadorias por invalidez e 530 mil auxílios-doença, mas os trabalhadores estão sendo chamados aos poucos. Até agora, só haviam sido convocados trabalhadores que recebem auxílio-doença , mas os trabalhadores estão sendo chamados aos poucos. Até agora, só haviam sido convocados trabalhadores que recebem auxílio-doença. Essa é a primeira chamada para aposentadoria por invalidez.

O ministério afirma que até 4 de agosto foram feitas 210.649 perícias de trabalhadores que recebiam auxílio-doença. Desse total, 168.396 benefícios foram cancelados. Outros 20.304 benefícios foram cancelados porque o trabalhador não apareceu para a perícia.

Quem entrou no pente-fino? Segurados que recebem auxílio-doença há mais de dois anos; Aposentados por invalidez com menos de 60 anos e que recebem o benefício há mais de dois anos; a exceção são aqueles com 55 anos ou mais que recebem o benefício há mais de 15 anos.

Como agendar a perícia?

Todos os beneficiários que receberem a carta de convocação devem agendar a perícia pelo telefone 135.

Ao ligar, tenha em mãos o número do CPF (ou do PIS/Pasep) do segurado, o número do benefício, documentos pessoais (como RG), além de papel e caneta para fazer anotações.

O que levar no dia da perícia?

No dia da perícia, deverá ser apresentada toda a documentação médica que justifique o recebimento do benefício, como atestados, laudos, receitas e exames.

Não tem como ir? Se a pessoa estiver internada ou doente e não puder comparecer à perícia deverá pedir a alguém de sua confiança que informe ao INSS, em uma de suas agências, sobre o impedimento.

Esse representante deve levar o documento de identidade do segurado e um documento que comprove que não tem como comparecer –um atestado médico, por exemplo. Com isso, ele poderá solicitar ao beneficiário uma perícia hospitalar ou domiciliar.

0/5 (0 Reviews)
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compartilhe:

Voltar

 

Desenvolvido por In Company - Monitorado IT9 SEO Marketing Digital