Defensor de mudanças na Previdência, novo ministro se aposentou aos 55 anos em outubro. ANFIP desmente haver rombo no sistema

O ministro do Planejamento, Valdir Moyses Simão, adotou o discurso de que promover mudanças na Previdência e retardar a aposentadoria dos brasileiros é uma questão crucial para organizar as finanças do governo. Só que em outubro, Simão, aos 55 anos, se aposentou do cargo de auditor da Receita Federal. Sua aposentadoria beira os R$ 22 mil. Simão afirma ter contribuído para a Previdência por 40 anos e que seus ganhos não extrapolam o teto do serviço público.

Depois de enfrentar ampla desaprovação popular e forte resistência no Congresso, a tentativa do governo de reinstituir a CPMF para combater o deficit de R$ 124,9 bilhões, previsto para a Previdência Social em 2016, é questionada pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (ANFIP). O levantamento aponta que, apenas em 2014, um montante de R$ 12 bilhões oriundos da desoneração não teriam sido repassados pelo governo federal à Previdência Social. O que, na avaliação do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), não justifica a cobrança de novos impostos.

Fonte: Adunicentro

0/5 (0 Reviews)
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compartilhe:

Voltar

 

Desenvolvido por In Company - Monitorado IT9 SEO Marketing Digital