fbpx

Brasil está Abaixo da Média Mundial no Sistema Previdenciário

Um estudo realizado por uma consultoria especializada aponta que o Brasil está abaixo da média mundial no Sistema Previdenciário, e afirma que a previdência, por si só, não se sustenta a longo prazo.

Em uma entrevista concedida à Globo News, Adriane Bramante, Presidente do IBDP (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário) e advogada no escritório Adriane Bramante e Advogados Associados, fala um pouco mais sobre o desempenho do Brasil no Ranking da Previdência e revela que o melhor planejamento pode melhorar a sustentabilidade da previdência.  “É necessário planejar a previdência de forma técnica, de forma atuarial. Trabalhar os números de forma científica e trazer um planejamento previdenciário adequado. Ao longo dos últimos anos, nós tivemos várias reformas, e nenhuma de verdade resolveu os problemas previdenciários. Então, é preciso realmente planejar, não de forma política, mas de forma científica e técnica, a previdência social como um todo”.

Brasil está Abaixo da Média Mundial no Sistema Previdenciário

No Ranking da previdência, que calcula a qualidade e a sustentabilidade dos sistemas públicos de aposentadoria, produzido pela Mercer, a liderança em relação à previdência fica por conta da Holanda, seguida da Dinamarca e da Finlândia. O Brasil aparece na vigésima primeira colocação do total de 34 países, ficando acima da China, México, Índia e Argentina.

Adriane ainda aponta que muitas gestões anteriores enfrentaram obstáculos, em razão das formas de análises de benefícios e suas concessões, bem como o entendimento administrativo e judicial, o que levou a crer que a previdência seria um ponto negativo para os trabalhadores, levando em conta as discussões atuais e os problemas estruturais atribuídos ao INSS, como a demora nas concessões de benefícios. “Hoje, a previdência social está mudando toda a sua estrutura. Criando o INSS digital, os processos têm demorado em torno de quatro, cinco, seis meses para serem analisados, concedidos ou indeferidos na agência da previdência, e isso é muito além do que o tempo regulamentado pela lei, que é de 45 dias”.

Os problemas decorrentes desses atrasos acabam causando na população em geral um desestímulo ao se “associar” ao sistema previdenciário. “As pessoas hoje não querem pagar a previdência, porque ela passa uma imagem muito negativa. No entanto, ela é muito importante para a população brasileira, uma vez que configura um importante meio de subsistência para a garantia dessas pessoas em estado de miserabilidade e de necessidade, que um dia chegarão à velhice”, afirma Adriane.

Brasil está Abaixo da Média Mundial no Sistema Previdenciário – Previdência Atual

A Previdência Social é um tipo de seguro público, no qual o trabalhador participa através de contribuições financeiras mensais obrigatórias ou facultativas.

O benefício oriundo dessa contribuição é a garantia de uma renda dada ao trabalhador segurado quando for atingido por velhice, incapacidade para o trabalho, acidente do trabalho, dentre outros benefícios. Em outras palavras, a previdência social é um sistema público  de seguro social.

Vale ressaltar que, além de garantir ao trabalhador sua aposentadoria, a Previdência tem como missão proteger os trabalhadores contra outros riscos sociais, que incluem a perda de rendimentos por conta de doenças ou invalidez, por exemplo. Ou seja, a previdência não oferece apenas a aposentadoria, como também outros benefícios, incluindo auxílio-doença e pensão por morte.

Como você avalia este artigo?

Clique em 5 para 5 estrelas

Média do Artigo / 5. Contagem de Votos:

Pedimos desculpas, vamos melhorar.

Ajude-nos a melhorar nosso Artigo

Compartilhe:

Voltar

 



Recentes na Mídia


Especialidades

Desenvolvido por In Company - Monitorado IT9 SEO Marketing Digital